Anúncios

Pensando em seus clientes e no mundo pós coronavírus, a Caixa e o Sebrae, que é o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, iniciaram uma parceria que irá auxiliar o acesso a crédito.

Anúncios

Conforme anúncio, essa união tem como finalidade prometer melhores condições para micro e pequenas empresas, como também a microempreendedores individuais (MEIs). Segundo informações da Caixa, essa combinação foi firmado na última segunda-feira, dia 20 de abril.

O que isso altera na prática para os microempresários e pequenas empresas? Foi feito uma parceria que possibilite a integração de um conjunto de medidas desenvolvidas com o desígnio de comprimir o impacto provocado pelo coronavírus.

Caixa e Sebrae abrem crédito facilitado para pequenas empreendedores

Caixa e Sebrae – Linhas de crédito disponibilizadas
A parceria estabelecida, possibilitará linhas de crédito ofertadas pela Caixa. Já as garantias complementares serão concedidas pelo Sebrae, por meio do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe).

Conforme comunicado pela Caixa, a partir de agora, empresários poderão contar com uma plataforma de crédito assistido. O recurso terá um prazo de carência de até 12 meses e prazos flexíveis.

MEIs terão acesso até a 12,5 mil reais em crédito.

Outra novidade é que a carência será nove meses e as taxas de juros de 1,59% ao mês. Quanto ao prazo de pagamento, este será de 2 anos.

Já para as Microempresas, por sua vez, terão acesso a linhas de até 75 mil reais. A ausência será de doze meses e amortização em até 30 meses, com taxas de 1,39%.

Devido a parceria acordada, empresas de pequeno porte poderão acessar até 125 mil reais em crédito. Lembrando que, com essas novas medidas, o prazo de carência será de 1 ano, até três anos para pagar e juros de 1,19%.

Anúncios

Melhores condições para MEIs e empresas

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a parceria tem o desígnio de apoiar o setor de microempresas que tem sofrido em excesso com a redução das atividades que o novo coronavírus provocou.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, defende que um dos maiores obstáculos no acesso dos pequenos negócios a crédito é a exigência de garantias feita pelas instituições financeiras.

Se você quiser compreender mais sobre essas novas medidas anunciadas pela Caixa e pelo Sebrae, orientamos que confira as regras nos portais oficiais das respectivas instituições.