Anúncios

Em uma entrevista concedida a Folha de São Paulo desta segunda-feira (20) o cientista Derek Lowe, diz que nenhuma remédio será a cura para o Covid-19, devemos ter esperança somente de uma cura vinda por meio da vacina.

No Brasil está se falando muito de uma possível cura através de medicamentos como cloroquina, e o vermifugo  Nitazoxanida (annita) como um tratamento “eficaz” contra o Covid-19, porém, o que os especialistas do mundo dizem é que isso não seja realmente eficaz, porque o novo coronavírus é um vírus poderoso.

Mas porque no Brasil as pessoas ainda estão pensando que o que está ocorrendo no país não é tão grave e que isso pode ser curado com um simples remédio existente nas farmácias? É uma questão complexa, que nós aqui do portal Digital Seguro não temos uma resposta, mas vamos falar um pouco sobre o que o Derek Lowe tem a dizer de tudo o que já foi pesquisado.

Anúncios

Covid-19 quando saíra a possível cura?

Nesta semana, em entrevista exclusiva à Folha de São Paulo, o cientista Lowe da Universidade Duke, afirmou que não há substância que pareça promissora contra a doença até agora e que, apesar de muitos medicamentos estarem sendo testados diante do novo vírus, nenhum deles deverá ser a cura para a Covid-19.

“Sem dúvida, a vacina é uma esperança muito melhor.”

O cientista afirmou que não tem certeza se já existe uma possível cura em andamento, tudo o que se tem são teste, possibilidades, não temos evidências de curas promissoras.

Na entrevista, ele esclareceu que o remdesivir e os outros antivirais de epidemias passadas não parecem muito fortes.

Conforme os últimos estudos, a cloroquina e a hidroxicloroquina nem sequer são bem caracterizados como antivirais e também não têm tido muito efeito quando você olha para testes controlados. Existem alguns outros compostos, como o alvesco (ciclesonida), que estão sendo testados, mas não temos dados.

Se você quiser ler a entrevista na íntegra, acesse agora a Folha de São Paulo e confirma outras informações relevantes que o cientista passou sobre o Covid-19

Anúncios