Anúncios

Akiyoshi Kitaoka, professor do departamento de psicologia da Universidade de Ritsumekan, no Japão, criou uma das mais conhecidas ilusões de ótica conhecidas, Rotating Snakes, que vamos ver a seguir,

Kitaoka tem Ph.D. em percepção visual, ele criou milhares de ilusões e estuda as regras que as fazem mexer com o sistema sensorial humano.

Por que essas figuras se mexem?

Ainda não dá pra saber se está na retina ou no cérebro. Pesquisadores do Barrow Neurological Institute, de Phoenix, nos EUA, dizem que pode ser causadas por mínimos e involuntários movimentos dos olhos.

Anúncios

Pois elas gerariam a impressão de que os fragmentos periféricos típicos dessas figuras mudam de posição, o que cria inversões repetidas de contraste traduzidas pelo cérebro como movimento.

Por isso, se você fixar o olhar no centro da imagem diminui as pulsações.

Essas descobertas criaram até um mito, de que pessoas mais estressadas veem os movimentos com mais intensidade e as mais tranquilas, com menos.

A verdade é que nenhuma pesquisa comprovou relações entre o estado psicológico e o padrão de observação das ilusões cinéticas.

Essas imagens não são percebidas do mesmo jeito por todo mundo, pois Kitaoka apresentou a Rotating Snakes, vários cientistas com mais de 60 anos não viam o movimento.

Anúncios

Uma hipótese é de que, com o avançar da idade, os micro movimentos dos olhos diminuem.

PIRLIMPIMPIM

Foque na espiral, o embaçado das pontas e o jogo de cores cria a ilusão de que a imagem está “pulsando”

As ilusões de movimento eram fisiológicas, efeitos que aconteciam só na retina. Novas pesquisas mostraram que também há influência cognitiva, cerebral.

Anúncios

 

CORRIDA DE CARROS

Olhe para o centro e veja algo se movendo sobre os anéis rosados, tipo rastros de carros. Essa percepção está relacionada a micro movimentos involuntários dos olhos.

PLOC-PLOC

Parece que as bolhas estão inchando.

A ilusão é em homenagem ao filme Alien, de 1979, baseia-se na regra geral de gradação de contrastes: Mesmo em cores, a luminosidade dos quadradinhos segue uma sequência equivalente a preto/cinza-escuro/branco/cinza-claro/preto.

 

RAIOS

Olhe o centro. A imagem parece pulsar, enquanto uma linha fina gira radialmente, como se fosse uma hélice.

O acompanhamento da atividade neural de humanos vendo ilusões assim mostrou que os padrões estáticos da figura animam partes do cérebro associadas à visão de movimento real.

O mecanismo exato do estímulo não foi desvendado.

 

 

PISCA-PISCA

Olhe rápido pela imagem e o pontos pretos piscam nas interseções entre retas.

Cientista do MIT falam que a ilusão está no córtex, viram ainda que o efeito vale mesmo com imagem aumentada e cores invertidas.

 

UAU!!

As rodas ficam girando, passe os olhos rapidamente pela figura. Tente cessar o movimento fixando o olhar no centro de um círculo.

O autor afirma que as cores são só detalhe. O que conta é o contraste de tons e a distribuição em degrade. Além da repetição exaustiva de padrões assimétricos e curvos.

 

CIRCULO

O círculo de fora gira para a esquerda; o de dentro, para a direita

Quando uma mesma imagem se projeta em pontos diferentes da retina, vemos movimento. Como por exemplo no cinema a imagem se repete “quadro a quadro”.

Aqui, lado a lado. a forma dos anéis amarelos e azuis, quase de seta, dá o sentido.

RASTROS

As cobras rastejam em sentidos opostos, o sentido do movimento depende da ordem das cores.

O truque está na escala de cores, com boa variação de luminosidade entre o par roxo-preto e o verde-amarelo, o sentido do movimento depende da ordem das cores.

É chamada de ilusão de Fraser-Wilcox, de 1979.

DESABROCHAM

As flores parecem fechar continuamente, repetição de padrões faz o efeito ser mais intenso, porque, se focar um único ponto, movimentamos os olhos continuamente.

 

GRÃOS

Os grãos ficam ondulando. Cientistas acham que esses movimentos se devem à evolução do aparelho visual humano, cada vez mais especializado em detectar qualquer coisa que se mexa por perto, mesmo que sutilmente.

DE LÁ PRA CÁ

Os retângulos se movem para a esquerda e para a direita.

Cada retângulo tem um contorno branco e um preto de cada lado. A sombra branca dos retângulos externos voltam para a esquerda, e os contornos dos retângulos internos se voltam para a direita.

Se sentiu um pouco enjoado?

Você pode se sentir enjoado, com dores de cabeça ou tonto depois de uma exposição prolongada a ilusões cinéticas.

O efeito colateral atinge principalmente quem tem problemas de visão, como miopia, hipermetropia e astigmatismo, ou sofre de enxaqueca, labirintite ou epilepsia.